O pensamento geométrico surge para compreender as relações e representações de espaço que as crianças desenvolvem, desde muito pequenas. A partir da exploração do seu redor e por meio da percepção descobrem propriedades, analisam objetos, formas, dimensões, organizam mentalmente as suas ideias e podem representa-las por meio de desenhos. Com a contribuição do adulto, as interações entre as crianças, jogos e as brincadeiras podem  proporcionar a exploração espacial em três perspectivas: as relações espaciais contidas nos objetos, as relações espaciais entre os objetos e as relações espaciais nos deslocamentos.
            Muitos autores enfatizam a importância do estímulo, de brincar, do manusear  os objetos em todo processo de ensino e aprendizagem da criança, para que fique registado na mente das crianças.
Os indivíduos desenvolvem-se intelectualmente a partir de exercícios e estímulos oferecidos pelo meio que os rodeiam, então a inteligência humana pode ser exercitada.
             Segundo Jean Piaget, desde  o nascimento a criança resolve os seus problemas através da percepção e dos movimentos, percebe o ambiente e age  sobre o mesmo.
             A melhor maneira de incentivar a aquisição desse auto-conhecimento é estimular desde cedo o manuseio dos objetos. Na sala do jardim de infancia  por meio de atividades lúdicas, tratamos os recursos didáticos e o trabalho pedagógico como ferramentas fundamentais para alcançar o desenvolvimento com êxito na educação infantil e assim, auxiliar no processo de aquisição de conhecimento, da identificação das cores e das formas geométricas, respeitando a evolução natural da criança.
             O ideal é apresentar materiais que incentivem brincadeiras diversas e enriqueçam o processo de ensino-aprendizagem, brincadeiras que reforcem ludicamente o conhecimento adquirido. Todas estas atividades com a participação da família devem alicerçar a formação da criança em sua totalidade, para que ela alcance êxito no decorrer do seu desenvolvimento.
publicado por salinhadossonhos às 17:53